For a Conscious Clothing


Closet da Mel / Mel’s Closet

por um vestir consciente / for a conscious clothing

Minha visita a este brechó de luxo / My visit to this luxury thrift store

Vocês sabem o quanto adoro garimpar as minhas novas roupas em brechós e bazares, certo? / Do you know how much I like to find my new clothes in thrift shops and bazaars, right?

Para quem não sabe, o Closet da Mel é um brechó com seleção das marcas de luxo tanto nacionais quanto internacionais. Na verdade, é mais um evento que ocorre com certa periodicidade, pois as peças vêm diretamente do armário de Maria Eny Lacerda, uma senhora carioca paulistana que resolveu se desfazer de uma parte do seu guarda-roupa. / For those who do not know, “Mel’s Closet” is a thrift store with a selection of luxury brands both national and international. In fact, it’s an event that occurs with some frequency, as the clothing items come directly from the closet of Maria Eny Lacerda, a lady who decided to let go a part of your wardrobe.

Depois de várias edições em Amparo (cidade perto de Campinas – SP), Cathy Henry organizou a última edição deste brechó de luxo em São Paulo neste último sábado. E claro que fui dar uma olhada e quem sabe, garimpar umas peças de roupa. / After several editions in Amparo (a city near to São Paulo), Cathy Henry organized the last edition of this luxury thrift store in São Paulo this past Saturday. Of course, I took a look and who knows, getting some clothes.

Em meio a Ronaldo Lourenços, Maria Garcias, Oscar de La Rentas e outras marcas conhecidas e outras nem tanto assim, a impressão é a de você estar entre bons achados. Muitos deles já foram tendência (que pode voltar) ou são clássicos que valem a pena ter no closet por um preço bem abaixo de seus valores iniciais e acessíveis quando se compara o preço dos lançamentos, incluindo até itens de fast-fashions. / Amidst Ronaldo Lourenço, Maria Garcia, Oscar de la Renta and other well-known brands and some not so, the impression is that you’re among good findings. Many of them had already been a fashion trend (which may come back) or are classics that are worth to have in the closet for a lower price than their initial values ​​and are affordable when you compare the price of the new clothing releases, even including items from fast fashions.

Closet da Mel

Cathy Henry: a organizadora / the organizer

Além da venda de roupas e acessórios pertencentes ao Closet da Mel, o evento também contou com o lançamento da marca LAC, especializada em camisas brancas. As sócias Cecília e Luciana Capobianco e o estilista Alex Kazuo vem com a proposta de que este item tão importante no closet feminino precisa ganhar ousadia e sofisticação no seu design. / Besides selling clothes and accessories belonging to “Mel’s Closet”, the event also featured the launching of a brazilian brand called LAC which is specialized in white shirts. The partners Cecilia and Luciana Capobianco with designer Alex Kazuo come with the proposal that this item so important in the women’s closet needs to gain boldness and sophistication in its design.

A equipe da marca LAC / the LAC's team

As camisas brancas / The white shirts

Acredito que garimpar itens que faltam em seu guarda-roupa em brechós vale a ida não só pela questão monetária, mas também por garantir a continuação da história de uma peça de roupa, seja ela ou não de marca, e por ter no armário itens únicos. / I think that finding clothing items missing in your wardrobe at thrift stores worth the visit not only because of the monetary issue, but also for ensuring the continuing story of a garment, whether or not the brand, and for having unique items in the closet .

Advertisements

Liberando o meu closet / Making my closet free

por um vestir consciente / for a conscious clothing

Evento de venda e troca de roupas / Event of selling and swapping clothes

Estes tempos atrás, Cathy Henry me convidou para falar sobre moda e sustentabilidade no evento o qual ela está organizando. Sendo a proposta do “Free your Closet” de ser um encontro de venda e troca de roupas e acessórios entre mulheres antenadas com as novas formas de consumo sustentável, eu me animei e decidi abrir o meu armário e me desapegar de algumas peças (aliás, se lembram do meu primeiro post?). / A short time ago, Cathy Henry invited me to speak about fashion and sustainability at the event that she is organizing. As the purpose of Free you Closet is to be an event of selling and swapping clothes and accessories between updated women with the new ways of sustainable consumption, I got myself excited to this and I decided to open my closet and let go of some clothing items (by the way, do you remember my first ever post?).

Fui até o meu guarda-roupa e olhei peça por peça, gaveta por gaveta. Algumas eu já sabia que iriam ser escolhidas para a venda, outras resolvi dar a chance de eu tentar usá-las mais uma vez (do contrário, na próxima vez elas serão vendidas) e várias eu experimentei para ver se realmente estavam pequenas demais e estas serão vendidas. Ao todo foram selecionadas 20 peças entre blusas, calças e casacos. / I went to my wardrobe and looked at item by item, drawer by drawer. Some I knew it’d be chosen for the sale, others I decided to give a new chance for trying to use them again (otherwise, the next time they are going to be sold) and I put several of them on to see if they were too small and these will be sold. Altogether 20 pieces were selected from T-shirts, sweaters, pants and jackets.

Para quem está achando tudo isso uma novidade, ela não é. Com o fortalecimento da tendência vintage, cada vez mais mulheres aderem aos brechós ditos de luxo para vender e comprar suas roupas. A prática já é consolidada na Europa e nos Estados Unidos, onde você encontra preciosidades a baixo custo. Concebido pela dupla Cathy Henry e Jérôme Guinet,  o “Free your closet” se configura assim, como pioneiro no Brasil desta tendência de moda e consumo, a dos eventos públicos de venda e troca de roupas. / For those who are finding it all a novelty, it is not. With the strengthening of the vintage trend, more and more women join the thrift, as said of luxury, to sell and buy their clothes. The practice is already consolidated in Europe and the United States, where you find gems at low cost. Concieved by double Cathy Henry and Jérôme Guinet, the Free your closet is configured so far as a pioneer of  this trend of fashion and consumption in Brazil, the public events of sale and swap of clothing.


A primeira série do encontro será dia 12 de setembro, das 11h às 21h no restaurante Chakras (Rua Melo Alves, 294 – Jardins – São Paulo) e reúne roupas e acessórios de 15 mulheres de vários estilos, manequins e idades. As participantes vendedoras como são chamadas as parceiras foram garimpadas na internet, pela rede social Facebook e contaram com um blog para tirar suas dúvidas. As marcas de bolsas Le Recyclé, de lingerie Malu Monteiro e de maquiagem Mary Kay também foram convidadas para este encontro. Venha, renove seu closet, faça novas amizades e contribua para fazer um mundo sustentável. / The first series of the event will be on Sept. 12, in a restaurant located in the city of São Paulo, Brazil and gathers clothes and accessories from 15 women of different styles, sizes and age. These participating vendors were panned on the Internet, through the social network Facebook and counted on a blog to take your questions. The brands of handbags Le Recycle, of lingerie Malu Miller and Mary Kay makeup were also invited to this meeting. Come, renew your closet, make new friends and help to develop a sustainable world.


O atual ambiente vintage / The today’s vintage space

por um vestir consciente / for a conscious clothing

A minha experiência no brechó À La Garçonne / My experience at the vintage store À La Garçonne

Recentemente li um artigo* sobre locais onde o que se vende são contato com memórias de um tempo passado e proximidade com um mundo imaginário que somente tais lugares nos proporcionam quando comparados com a artificialidade dos hipermercados ou shopping centers das grandes cidades. Um destes espaços que me levou a este vínculo com o tal espírito vintage é o brechó À La Garçonne. / Recently I have read an article* about locals where they sell contact with memories of a remote past and proximity to an imaginary world that only in such places offer as compared to the artificiality of hypermarkets and shopping malls of big cities. One of these spaces that led me to this link with the so-called vintage spirit is the thrift store À La Garçonne located in Sao Paulo.

a pequena e retrô vitirne do brechó / the small window display of the vintage store

De uma fachada quase imperceptível do outro lado da rua, adentrei na loja após passar por uma porta antiga de madeira com vidro e aquelas antigas maçanetas, e me deparei com um espaço muito bem organizado e ao mesmo tempo com cheiro de um novo antigo. Parede com tijolos à vista, poltrona coberta com colchas ao estio vovó, espelhos antigos, expositores, mesas, baús, armários e até os cabides das roupas são de madeira que nos remetem a esta atmosfera de um passado remoto. / A facade almost imperceptibly across the street, I entered the store after going through an old wooden door with glass and those old doorknobs, and I came across a very well organized space smelling like a new antique. Wall with exposed brick, an armchair covered with quilts in a grandma style, old mirrors, displays, tables, chests, closets and even the clothes hangers are made of wood that refer to this atmosphere of a distant and yet, touchable past.

Ao ser bem recebida pelos dois vendedores do brechó, descobri que o espaço era maior do que aquele cômodo das roupas femininas. Deixei-me levar pelo clima nostálgico para descobrir os outros quartos da casa. Até quintal com uma deliciosa área verde e cantina para um café o local tem! / As being well received by both vendors of this vintage store, I discovered that the place was larger than that women’s clothing room. Taken by this nostalgic mood, I let me to discover the other rooms of the house. Even the yard with a delightful green area and canteen for a coffee the space has!

o ambiente feminino logo na entrada da loja / the female room as soon as you enter at the store

ainda no mesmo espaço... / still at the same room...

as roupas para as mulheres... / the women's clothing...

...e as carteiras estão lá também / ... and there are the clutches

os homens também tem seu espaço / men have their own room

suas roupas... / their clothing...

... e alguns de seus acessórios / ... and some of their accessories

... e alguns de seus acessórios / ... and some of their accessories

estas camisetas de bandas de rock antigas são exclusivas, só À La Garçonne vende elas aqui no Brasil / only this vintage store sells these old rock bands T-shirts here in Brazil

Entretanto, vamos ao que interessa: não só roupas e acessórios femininos, masculinos e infantis de décadas passadas e garimpadas em Nova York o brechó vende, as marcas contemporâneas D’Arouche, Alcides & Amigos e os produtos Granado tem espaço garantido, assim como o projeto “Pedigree – Adotar é tudo de bom”. Com duração de um ano, a venda das peças doadas pelos embaixadores da causa será revertida em forma de ração para câes abandonados. Alguns nomes destes apoiadores são os estilistas Alexandre Herchcovitch, Glória Coelho, Paulo Borges e Natalie Klein. / However, let’s get to it: not only clothes and accessories for women, men and children of past decades and panned in New York sells the thrift store, but also the brands D’Arouche and Alcides & Amigos and the cosmetic products of Granado. Besides this, the store holds a project – “Pedigree – Adoption is good”. For an year, the sell of donated clothing from the ambassadors will be reversed in order to feed abandoned dogs. Great designers and business people from Brazil are some of the supporters for the cause, such as Alexandre Herchcovitch.

os detalhes, aqui, uma pequena sala de estar com sofá e móveis antigos foi reconstituída neste espaço maior localizado no quintal / the details - a living room with old couch and furnitures in the middle of the covered great room at the backyard

a perfumaria onde os cosméticos Granado estão expostos / a room where the cosmetics of Granado are

neste espaço uma bomboniere de vidro guarda os lenços / in this room, an old glass bomboniere where the scarfs are placed

Inaugurada em dezembro passado e concebida pelo empresário Fábio Souza, a loja resgata um tempo perdido e anuncia que o vintage é a ponte segura entre passado e futuro neste nosso presente incerto. Vale a pena a visita! / Opened last December and conceived by businessman Fabio Souza, the store brings back a lost time and announces that the vintage is a secure bridge between past and future in our uncertain present days. A must see!

*o artigo do qual mencionei se trata do texto “Por uma geopoética de armazéns e refúgios”, escrito pela jornalista e cool hunter Carol Garcia para a revista “dObras” – edição março, 2010. / *the article that I mentioned before is the text “For a geopoetic of warehouses and refuges” (as translated) written by the journalist and cool hunter Carol Garcia for the Brazilian magazine “dObras” – edition of march, 2010.

No Estadão / In the news

por um vestir consciente / for a conscious clothing

Brechós são o tema da notícia / The vintage stores are the subject of the news

Hoje foi veiculada no jornal Estadão a matéria da qual participei como convidada. / Today, the news in which I have participated as guest was released at a Brazilian newspaper – Estadão.

Escrita pela jornalista Andrea Vialli, a reportagem aborda a questão do consumo de roupas, acessórios e objetos em geral nos brechós e a sua relação com a sustentabilidade. Com depoimentos meus, da antropóloga e especialista sobre o tema Lígia Krás, da empreendedora Viviane Mello e de Franz Ambrósio, proprietário de um dos mais tradicionais brechós de São Paulo “Minha avó tinha”, a conclusão é que a compra nas lojas de segunda mão e brechós é uma ótima alternativa para o consumo da moda consciente, pois as peças usadas não demandam novos recursos naturais e energia para a sua produção, além da crescente preocupação dos consumidores em relação às práticas trabalhistas da indústria têxtil. Para saber mais, leia aqui. / Written by journalist Andrea Vialli, the report deals with the consumption of clothing, accessories and daily objects at flea markets and its relationship to sustainability. With evidences from myself, Lígia Krás (anthropologist and expert in this topic), Viviane Mello (fashion designer and entrepreneurial) and Franz Ambrósio (owner of one of most traditional vintage stores of Sao Paulo city), the conclusion is that buying at second-hand and thrift stores and flea markets is a great alternative to the fashion conscious consumer, because as those clothing items are used, they do not require new resources and energy to be produced, in addition to the growing concern of consumers regarding labor practices in the textile industry. To know more, read here (a google translator may help you out).


Bazares da semana

por um vestir consciente

Adora um garimpo? Acompanhe-me na seleção e escolha o local.

Nesta semana fashion que começa hoje com o SPFW, bazares estão pipocando pela cidade. Fiz uma pequena seleção para vocês escolherem o seu local.

As brecholentas tem como opção o Bazar do B.Luxo Vintage, loja de Paula Reboredo e Gil França. Começa hoje e segue até o dia 14 de junho. Sua namorada ou seu namorado adora um garimpo? Passe  na loja e ache o presente perfeito.

B. Luxo Vintage

O Closet da Mel é um brechó com seleção das marcas de luxo tanto nacionais quanto internacionais. Na verdade, é mais um evento que ocorre a cada dois meses, pois as peças vêm diretamente do armário da Maria Eny Lacerda, uma senhora carioca paulistana que resolveu se desfazer de uma parte do seu guarda-roupa. Para quem procura peças elegantes e sofisticadas para a namorada, a segundae dição do evento começa amanhã e vai até o dia 13 de junho. Colem lá!

Closet da Mel


A importância do brechó / The importance of the vintage clothing stores

por um vestir consciente / for a conscious clothing

E a visita ao brechó Juisi by Licquor / Visiting a São Paulo city jumble store

Não foi a primeira vez e também não é ainda um local que costumo frequentar muito até porque o meu conceito de brechó não é o mais o mesmo faz apenas um pouco mais de dois ou três anos. Para quem pensa que brechó são lugares escuros, apertados, que cheiram a naftalina e que torce o nariz porque vai comprar uma roupa ou um acessório que já foi usado por outra pessoa, melhor reciclar suas ideias! / It wasn’t the first time nor is a local that I use to go very often even because my concept of the vintage clothing stores isn’t the same for little more than two or three years. For whom think of jumble stores are darken and small places that smell the old days and sniff just because is going to buy an outfit or an accessory that had already been used by someone else, it’s better to recycle its ideas!

Sim, concordo que a experiência de comprar em brechós aqui no Brasil, especificamente em São Paulo e principalmente nas cidades do interior, ainda não é das melhores justamente porque são pouquíssimas as lojas que fazem uma seleção das peças (época, gênero, marcas), pensam na organização das roupas e acessórios (cor, tamanho, gênero) e no espaço do estabelecimento para que um possível comprador se sinta bem, ou seja, os donos deveriam “arrumar a casa” para atrair o consumidor. / Yes, I must agree that the experience in buying at this kind of shops here in Brazil, specifically in Sao Paulo city and mainly in the countryside cities, is not yet one of the best. And this happens because there are few stores that make a selection of the best clothing pieces (separating them in epoch, genders, brands), think of the organization of the clothes and accessories (color, size, gender) and of the interior design for a consumer feeling welcome and treat the business seriously, this means, the owners should “get the house” to attract people.

Recentemente tive a oportunidade de conhecer o brechó Juisi by Licquor, uma das lojas vintage mais conceituadas de São Paulo, assim como B.Luxo (do qual conheço) e Minha avó tinha. A experiência de compra nestes três exemplos citados é (quase) igual a que qualquer pessoa tem em qualquer outra loja de moda e acessórios: a vitrine chama a atenção do consumidor, as roupas estão selecionadas e separadas nas prateleiras, tem um provador e você é bem atendido por um vendedor que sabe informar sobre cada produto. A única e principal diferença entre estes lugares e as lojas comuns é a não existência de coleções e a mesma peça de roupa ou acessório. / Recently I had the opportunity to know the vintage clothing store called Juisi by Licquor, one of the most conceptualized São Paulo city’s vintage shops, as well as the stores B.Luxo (which I know) and Minha avó tinha. The shopping experience in these three examples is (almost) the same as any person has in any other fashion and accessory shop: the display window gets the consumer’s attention, the clothes are selected and separated in the shelves and you are well attended by a salesclerk who knows everything about each and every product. The only and main difference between these places and the common shops is the not existence of collections and the same clothes and accessories.

Juisi by Licquor entree

Women's wear

Men's wear

Shoes

Sunglasses

Bags

A mix of products

Se você é uma pessoa antenada, gosta de moda e se importa com a origem de suas roupas (a maioria é feita a partir de práticas trabalhistas exploradoras), não há oportunidade melhor para garimpar um produto único, exclusivo e barato (ok, isto é relativo), além de ser a alternativa perfeita às suas compras em lojas populares. Afinal, nunca esteve tão na moda, usar roupas vintage. E você, vai ficar fora desta? / If you are an updated person who enjoys fashion and cares about the origin of your clothes (the most of them is made from exploitative labor practices), there is no other better opportunity to buy an exclusive, unique and cheap product, beyond of being the perfect alternative for your purchases in those popular department stores. After all, it has never been so in fashion wearing vintage clothes and accessories. And you, are you going to be out of this?