For a Conscious Clothing


Blog Manifest + About me

POR um VESTIR CONSCIENTE / For a CONSCIOUS CLOTHING

Mais que um pequeno texto introdutório, um simples manifesto obrigatório. / More than a small introductory text, a simple required manifest.

O vestir-se é um ato cotidiano de todas as pessoas do mundo. Sim, porque até nas populações mais remotas do nosso planeta, tal ato ocorre apenas por meio do uso de acessórios naturais e pinturas corporais, como é o caso da tribo africana da região do Rio Omo, Etiópia. / The dress is an everyday act of all people in the world. Yes, it is true because even in the most remote populations on our planet, this act occurs only through the use of accessories and natural body paintings, such as the African tribe in the region of the Omo River, Ethiopia.

Isto porque “vestir” não é apenas o ato de colocar e tirar roupas, acessórios e maquiagens/pinturas. “Vestir” é o ato de comunicar-se, ou seja, comunicar quem somos, como somos ou a que viemos. Nesse sentido, “vestir” ganha outra dimensão: a de que “vestimos” os nossos objetos, a nossa casa, o nosso ambiente, ou seja, cada objeto que possuímos, cada parede que pintamos, cada árvore que plantamos, cada alimento que comemos, cada coisa que fazemos qualquer ação, na verdade, estamos construindo/desconstruindo, revestindo, imbuindo, transferindo sobre eles cores e matérias, emoções, sentimentos e histórias que nos fazem sentido naquele momento e lugar que, em um outro tempo e local, não contenham mais aquele significado inicial e precise ser re-significado. Pois eles, os objetos que nos circundam, são como nosso meio de expressão e comunicação que revela uma personalidade, uma identidade. / This is because “to dress” is not just the act of putting and taking off the clothes, accessories and make-up/paintings. “To dress” is the act of communicating oneself, this means, to communicate who we are, how we are or what we have come to. In this sense, ”to dress” gains another dimension: that we “dress” our objects, our home, our environment. This is, each object we have, each wall we paint, each tree we plant, each food we eat, every thing we do any action, we are actually constructing/deconstructing, coating, imbuing, transferring to them on colors and materials, emotions, feelings and stories. And all of these because they make sense to us at this time and place that in another time and place, they will not contain anymore that initial meaning and they will need to be re-signifing. For them, the objects that surround us, they are our means of expression and communication that reveals a personality, an identity.

Por outra perspectiva, o ato de “vestir” é também o ato de “se despir”. Isto é, quando ficamos nus, nos mostramos verdadeiramente quem somos e como somos. Tal ação é o cair das nossas máscaras. Não que o “vestir-se” seja sempre este revestimento falso, mas muitas vezes ele é (na verdade, às vezes, ele se faz necessário). Afinal, queremos nos impor, impressionar, seduzir, identificar-se com certo grupo que não o nosso, e tantos outros verbos que através de nossas vestimentas nos mascaram. O que tento dizer é: o “vestir-se” deveria ser também o “despir-se”, no sentido de nos revelar verdadeiramente e genuinamente, sem artifícios falsos: as máscaras. / For another perspective, the act of “dressing” is also the act of “undressing”. That is, when we are naked, we show truly who we are and how we are. This action is the fall of our masks. Not that the “dressing up” this coating is always false, but this often happens (in fact, it is sometimes necessary). After all, we want to impose, impress, and seduce, to identify with one group but ours, and many other verbs that we mask ourselves through our clothes. What I’m trying to say is the “dressing up” should also be the “undressing” in order to reveal us truly and genuinely, without any false artifice: the masks.

É neste contexto que a nossa consciência entra em ação. Pelo viés da moda, isto significa não se deixar levar pelas meras tendências da moda para ficar “in” e não “out” do mundinho fashion, ou pelo o que as celebridades estão usando ou irão usar nesta (ou próxima) estação. Descobrir ou saber qual é o seu estilo já é um passo dado nesta direção, pois assim você não faz escolhas equivocadas e não deixa mais uma peça parada no seu armário. / It is here that our awareness enters into action. On the bias of fashion, this means not to be swayed by mere fashion trends to be “in” and not “out” in this “little world” of fashion, or what celebrities are using or will use in this (or next) season. Discovering and knowing what your style is already a step in this direction, so you do not make bad choices and you do not let hanging any piece of clothes in your wardrobe.

A questão da consciência, porém, vai muito além do simples conhecimento do seu próprio estilo de vida. Como consumidores esta atitude começa no ato da compra e vai até o descarte de tal objeto, passando pelo seu uso. Ou seja, este processo todo de consumo deve (ou deveria ser) feito de forma consciente. / The issue of consciousness, however, goes far beyond mere knowledge of ones own lifestyle. As consumers, this attitude begins in purchasing and extends to the disposal of such an object, through its use. That is, this whole process of consumption is (or should be) done consciously.

Eis o propósito deste blog: ser uma plataforma de compartilhamento e colaboração no que se refere às informações e ao conhecimento de/sobre a questão ambiental, social, econômica e cultural do vestir no campo da beleza, da saúde, da alimentação, do design, da arquitetura, das artes e, principalmente, da moda. / And here goes the purpose of this blog: to be a platform for sharing and collaboration with regard to information and knowledge of/about some questions. And there are the environment, social, economic and cultural issues of dressing in the field of beauty, health, food, design, architecture, arts, and especially the fashion.

Por um Vestir Consciente: mais que apenas mais um blog de informação, também um espaço para a reflexão. / For a Conscious Clothing: more than just a blog of information, also a space for reflection.

—————————————————————————————————————————————-

ABOUT ME – Nana Soma

Sou designer por formação, freelancer de comunicação por profissão e coolhunter por paixão. Amo a moda e tudo que está relacionado a artes, cultura e sustentabilidade. / I am designer by formation, freelancer in communication by profession and coolhunter by passion. I love fashion and everything related to arts, culture and sustainability.

Trabalho atualmente como freelancer em comunicação para a Bag for Life, escrevendo nos blogs My save bag e Blog da Bag. Colaboro com o blog Moda do Futuro e b-coolt (boletim cultural e semanal). / I work as freelancer in communication for Bag for Life, writing at blogs My save bag and Blog da Bag. I colaborate with blog Moda do Futuro and b-coolt (a cultural, cool and weekly news).

Nas redes sociais / At the social medias: Facebook, Twitter


Trackbacks & Pingbacks

Comments

  1. * zlatko says:

    nice job,

    boa sortie.

    z.

    | Reply Posted 6 years, 5 months ago


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: